Artigos do Padre

04/02/2017 - PERTURBADOR

Embora PAULO tenha sido convertido diretamente em uma visão por Cristo Jesus, ele era conhecido como personagem discutível, se não como um perturbador.


Lembremos da conversão de Saulo: “Saulo não parava de ameaçar de morte os seguidores de Jesus. Na estrada de Damasco, de repente, uma luz que vinha do céu brilhou em volta dele. Ele caiu no chão e ouviu uma voz que dizia: ‘Saulo, Saulo, por que você me persegue?’ ‘Quem é o senhor?’ ‘Eu sou Jesus, aquele que você persegue. Mas levante-se, entre na cidade, e ali dirão a você o que deve fazer’” (At 9, 1-6).

Sim, PAULO era um perturbador.

No primeiro instante, Paulo e Barnabé tiveram uma discussão muito forte com certos judeus convertidos: “Alguns homens foram da região da Judeia para a cidade de Antioquia e começaram a ensinar aos irmãos que eles não poderiam ser salvos se não fossem circuncidados, como manda a Lei de Moisés. Paulo e Barnabé não concordaram e tiveram uma discussão MUITO FORTE com eles a respeito disso. Resolvido que Paulo e Barnabé e mais alguns irmãos fossem para Jerusalém, a fim de estudar esse assunto com os apóstolos e os presbíteros da igreja” (At 15, 1-2).

Depois, em Antioquia, Paulo ficou contra Pedro: “Quando Pedro veio para Antioquia da Síria, Paulo ficou contra Pedro em público porque Pedro estava completamente errado. De fato, antes de chegarem ali alguns homens mandados por Tiago e sentados à mesa com Pedro, tomavam refeições com os irmãos não judeus. Mas depois Pedro não queria mais tomar refeições com os não judeus porque tinha medo dos que eram a favor de circuncidar os não judeus. Também os outros irmãos judeus começaram a agir como hipócritas, do mesmo modo que Pedro. E até Barnabé se deixou levar pela hipocrisia deles. Quando Paulo viu que eles não estavam agindo direito, de acordo com a verdade do evangelho, disse a Pedro na presença de todos: ‘Você é judeu, mas não está vivendo como um judeu, porém como um não judeu. Então, como é que você quer obrigar os não judeus a viverem como judeus?’” (Gl 2, 11-14).

Mais tarde Paulo e Barnabé se separaram por causa de uma discussão forte: “Depois, Paulo disse a Barnabé: ‘Vamos voltar e visitar os irmãos em todas as cidades onde já anunciamos a palavra do Senhor. Vamos ver se eles estão bem’. Barnabé queria levar João Marcos. Porém, Paulo não queria, pois Marcos não tinha ficado com eles até o fim da primeira viagem missionária, mas os havia deixado na província da Panfília. Por isso eles tiveram uma discussão TÃO FORTE, que se separaram. Barnabé levou João Marcos consigo e embarcou para a ilha de Chipre, enquanto Paulo escolheu Silas e seguiu uma outra viagem” (At 15, 36-40).

Apesar disso, Paulo é um grande Santo e deu sua vida por Cristo e ficou preso por 2 anos em Roma. “Durante dois anos Paulo morou em Roma em uma casa alugada e recebia todos os que iam vê-lo. Ele anunciava o Reino de Deus e ensinava a respeito do Senhor Jesus Cristo, falando com toda a coragem e liberdade” (At 28, 28-30).

Paulo viajou outra vez. Escreveu uma carta aos romanos: “Gostaria de vê-los quando fizer a minha viagem para a Espanha. Agora vou a Jerusalém a serviço do povo de Deus que vive ali. As igrejas das províncias da Macedônia e da Acaia resolveram dar uma oferta para ajudar as pessoas do povo de Deus em Jerusalém que estão necessitadas” (Rm 15, 22-26).

Afinal, Paulo chegou a Roma pela segunda vez. Segundo uma tradição muito antiga, Paulo morreu pela espada em Roma provavelmente no ano de 67.

UMA IDEIA
A parábola do credor incompassivo fala sobre: “Perdão”.
(Mateus 18, 21- 35)

CONSTRUÇÃO
Leitura bíblica: 1 Reis 6, 1-38
Vocês não sabem que são santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vocês? (1Cor 3, 16)

Deixemos de lado tudo o que desagrada Deus, sem nunca desistir de nossa vida com Ele.