Acolhimento Institucional e Residencial

Proteção ao risco social, favorecendo o desenvolvimento pessoal e de potencialidades.

Serviços de acolhimento que funcionam em cinco residências diferentes para públicos e perfis distintos que estavam vivendo em situação de risco de saúde ou social grave.
Trabalhamos cotidianamente com o enfrentamento da violência intra familiar, o uso abusivo de SPAs, violência doméstica e sexual, situação de rua e principalmente com as pessoas que sofreram todo o tipo de violação dos seus direitos mais básicos dentro da rede de proteção, justiça, assistência social, saúde e educação. 

Quando entramos em contato com a história pessoal destas pessoas, nos deparamos com histórias de abandono, negligência, violência e vivências de um ambiente familiar não saudável. Muitas destas pessoas em grau elevado de transtorno mental e sofrimento.

A metodologia de trabalho está na criação, com o atendido, de um plano de atendimento singular, conduzido em ambiente coletivo a partir da escuta individual e do coletivo, formação de vínculos, conquista de direitos fundamentais.

Em ambiente protegido, há oferta de moradia, alimentação saudável e cuidados em saúde e psicossocial que favorecem a ampliação do acesso ao ensino formal, educação, atividades e vivências diversas em arte, cultura, esporte e cidadania que facilitam o exercício de autonomia e favorecem a ampliação de repertório social e pessoal, preparação para o trabalho e inserção social.

Estes serviços contribuem para os ODS da Agenda 2030: 

   ODS 1   ODS 3   ODS 4   ODS 5   ODS 8   ODS 10   ODS 16

Serviços:

  • Casa de Passagem - obedece a tipificação do SUAS ofertando moradia temporária para homens e transexuais adultos que estavam vivendo na rua.
  • República Jovem Feminina - obedece a tipificação de serviços do SUAS para jovens que completaram 18 anos em outros serviços de acolhimento.
  • República Jovem Masculina - obedece a tipificação de serviços do SUAS para jovens que completaram 18 anos em outros serviços de acolhimento.
  • Casa da Gestante, puérperas e bebês em situação de risco de saúde e social - desafio de interromper o ciclo de violência a que esta mulher foi submetida e intervir no futuro destas crianças, possibilitando a construção de uma vida diferente daquela vivida por suas mães .

* Serviços em Termo de Cooperação com a Prefeitura Municipal de Campinas - SMASDH e Saúde.