01/11/2018

IPH é reconhecido, pelo segundo ano consecutivo, como uma das 100 Melhores Ongs do Brasil

Segundo IPEA, cerca de 820 mil ONGs operam no país, nos mais diversos segmentos sociais

IPH é reconhecido, pelo segundo ano consecutivo, como uma das 100 Melhores Ongs do Brasil
O IPH (Instituto Padre Haroldo Rahm) foi reconhecido, pelo segundo ano consecutivo, como uma das ‘100 melhores ONGs do Brasil’. O levantamento foi realizado pelo Instituto Doar, em parceria com a Rede Filantropia. O anúncio das Melhores Ongs do Brasil 2018 foi realizado noite de 1º de novembro, no Museu de Arte Moderna, no Parque Ibirapuera. O prêmio reconhece entre entidades filantrópicas, as que destacam-se por critérios de gestão e transparência em processos administrativos, contábeis, financeiros e de comunicação. 

Para o presidente da entidade, Beto Sdoia, o reconhecimento do IPH como uma das 100 melhores do Brasil, só confirma o compromisso da entidade em cumprir sua missão com as melhores práticas de gestão, oferecendo um serviço de qualidade e transparência nos processos. “O Instituto Padre Haroldo Rahm cumpre sua missão, alicerçado nos pilares de sua essência inspiradora que reúnem Amor e Espiritualidade com profissionalismo, ciência e ética”, afirmou.


Beto Sdoia e Lúcia Decot, na noite da premiação

A diretora de Desenvolvimento Institucional, Lucia Decot, também esteve na premiação e ressaltou a importância do reconhecimento. “Estamos muito felizes pois este prêmio reconhece a dedicação e o trabalho sério de muitos profissionais, voluntários, gestores públicos que acreditam e confiam em nosso trabalho, além de apoiadores, doadores e em especial nossos atendidos que são a razão da existência do IPH. O prêmio reconhece ainda o empenho da sociedade em geral e o trabalho sério também de outras entidades e serviços. Acredito que, somente unidos, possamos proporcionar serviços eficazes e de alta qualidade”, comemorou.
 
O Prêmio
Segundo os organizadores, o intuito do evento é valorizar as organizações filantrópicas que se destacam pelo trabalho em prol da sociedade com boas práticas de gestão e transparência.  “Com esse trabalho, o Instituto Doar e a Rede Filantropia estimulam a melhoria contínua da gestão das entidades e criam espaços de visibilidade para ONGs encontrarem mais doadores”, ressaltou a organização do prêmio.
O processo de levantamento das 100 Melhores Ongs contou com o apoio da Fundação Getúlio Vargas, por meio do Centro de Estudos de Administração Pública e Governo e da Consultoria Junior Pública


Beto Sdoia recebendo o prêmio das mãos de Marcelo Estraviz, fundador do Instituto Doar
 

Universo ONG
De acordo com o IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), em pesquisa realizada com levantamentos de dados do ano de 2016, o Brasil tem aproximadamente 820 mil organizações não governamentais. Do total, 86% são associações sem fins lucrativos, 12% são organizações religiosa e 2% são fundações privadas.
 
A concentração geográfica destas entidades dá-se sobretudo no Sudeste, com 40% das instituições, seguida pela região Nordeste, com 25% das entidades, Região Sul com 19% e regiões Centro-Oeste e Norte, ambas com 8% cada.
 
 O IPH
É uma entidade filantrópica fundada em 1978, o Instituto Padre Haroldo está em atividade há 40 anos e presta atendimento a populações diversas, oferecendo, em quatro eixos de trabalho e 15 serviços distintos, atividades de prevenção e educação, recuperação de pessoas que fazem uso nocivo de álcool e outras drogas, acolhimento residencial e diversas ações que facilitam a inclusão no mundo do trabalho.

Já beneficiou, desde a sua fundação, cerca de 90 mil pessoas em situação de vulnerabilidade e risco social. Atualmente, o IPH beneficia, mensalmente, mais de 1.500 pessoas, entre bebês, crianças, adolescentes, jovens, adultos, gestantes e famílias.