Depoimentos

Natasha Freitas — Atendida do Programa de Prevenção

Gostei muito do que aprendi com o Teatro aqui no Instituto Padre Haroldo. Quero continuar a ensaiar e voltar a participar das apresentações. Eu me divirto muito com todo mundo!


Wander Ramos — Residente do Programa de Recuperação

O IPH é para mim é uma chance de recomeçar, retomar minha vida, voltar a estudar. Estava fazendo faculdade de Direito, há algum tempo, mas a dependência me afastou dos estudos. Quando eu olho para trás e vejo tudo que aconteceu na minha vida por causa deste trabalho do instituto eu só consigo sentir amor e gratidão. Hoje voltei a estudar e retomei minha faculdade de Direito


Claudia Zaparoli — Voluntária no IPH

Fui convidada por uma amiga, voluntária na diretoria do IPH, para contribuir na área da psicopedagogia, em out/2015. Apaixonei-me pelo Programa Aprender Mais!!!
Iniciei um trabalho semanal de Contação de histórias e atividades de Artes, com as crianças entre 06 e 10 anos. Senti, neste trabalho, um enorme prazer de contribuir na formação dessas crianças, que me receberam com enorme carinho, participando com muito respeito e empenho de cada proposta! Surpreendeu- me a confiança que elas depositaram em mim e o quanto elas me fizeram feliz!!!


Fernando Rodrigues — Ex-atendido do Programa de Recuperação

A minha passagem pelo instituto me devolveu o senso de responsabilidade. Através do cronograma do Instituto (durante o tratamento) eu consegui refazer a minha vida com aconselhamento dos profissionais; voltei a estudar e trabalhar. Depois do tratamento, o instituto me proporcionou um trabalho voluntário e foi nesta época que eu terminei meu ensino médio. Esse voluntariado me rendeu um emprego e hoje sou auxiliar de escritório na Febract, além disto entrei na faculdade e estou cursando Psicologia. Por tudo isto, nem sei como agradecer.

Dr. João Lian Júnior — Presidente da Unimed

O Instituto Padre Haroldo é uma instituição séria e comprometida com valores que consideramos essenciais. Apoiamos o IPH também, pelo fato de este ter apresentado um projeto de arte que tem grande poder de inclusão social, ao mesmo tempo em que é capaz de promover a saúde emocional das pessoas.

Max Silva — Ex-atendido e funcionário IPH

Quando eu cheguei aqui, fui muito bem acolhido e minha orientação nunca foi uma questão de atrito. Cheguei Marina e hoje sou Max. O Padre Haroldo me falava que não importava se eu era menino ou menina, importava que eu fi casse bem e feliz. Hoje sou funcionário,estou limpo há 4 anos, conquistei muitas coisas e isso só foi possivel porque eu fui e sou respeitado do jeito que sou. Não olharam minha cor ou orientação, me ofereceram muito amor e isso para mim é um privilégio

Fernando Valle — Presidente do Instituto 3M

No Instituto 3M acreditamos que as ações Pro-Bono são essenciais para o desenvolvimento dos voluntários e do Terceiro Setor, por demandarem a aplicação do conhecimento profissional das pessoas para resolver problemas diferentes. Sobre nossos voluntários, o retorno que tivemos é que os projetos com o Instituto Padre Haroldo foram experiências incríveis e que o nível de aprendizado superou as expectativas deles, pois atuar em uma organização com propósitos, causas, estrutura e background profissional foi enriquecedor para aprenderem sobre Políticas Públicas, Terceiro Setor, cuidado e amparo a pessoas em situações vulneráveis.

Patrícia Donato — Educadora FInanceira Pessoal e Consultora

E eu conheci o IPH em abril de 2019, e comecei a dar aulas de Educação Financeira para atendidos. Hoje me sinto privilegiada em poder ser voluntária nesse instituto. Eu agradeço a oportunidade e desejo que mais pessoas se engajem nesse propósito de levar o conhecimento ou aquilo que a gente tem de melhor para as pessoas quando elas mais precisam.

Paulette Miranda — Voluntária no Instituto Padre Haroldo

Sempre acompanhei e admirei o trabalho do Padre Haroldo. O trabalho voluntário me proporciona uma realização muito grande, porque me sinto parte de uma obra maravilhosa que o Padre Haroldo criou. Sinto muita gratidão pela oportunidade de colaborar. Recomendo o trabalho voluntário a todos; é um ótimo antídoto contra o ócio, a depressão, a tristeza, pois transforma vidas e a dor em amor.